Antes De Cometer Suicídio, Garoto De 13 Anos Deixa Carta Emocionante Para A Família

0
287

O adolescente de 13 anos, Daniel Joseph Fitzpatrick, que morava em Nova York, Nos Estados Unidos, tirou a própria vida. Os pais do jovem Daniel e Maureen estão completamente arrasados com a perda do filho. Daniel foi encontrado pela irmã, Kristen, de 17 anos. Quando ela encontrou o irmão ele estava com seu próprio cinto amarrado no pescoço.

Os familiares do garoto decidiram que não poderiam permanecer em silêncio e resolveram compartilhar que o que levaram o filho a tirar sua vida foi o bullying.

Antes de se enforcar o adolescente escreveu uma carta de despedida, que seus familiares resolveram divulgar recentemente. Na carta, Daniel revelou como seus até então amigos de escola, se viraram contra ele e começaram a maltratá-lo. “Anthony descontava tudo em mim. Todos os dias, John, Marco, José e Jack faziam bullying comigo, brigavam comigo, um dia até quebrei o dedo”, escreveu o menino em sua carta. Os garotos maltratavam Daniel por causa do seu peso e de suas notas. “Eu desisti… Os professores também não fizeram NADA”.

“A história do meu filho está aí para o mundo todo ver por quanta dor ele passou”, disse o pai de Daniel em uma publicação em sua rede social. “Nenhum pai deveria ter que enterrar seu filho. Nenhuma criança deveria passar pelo que o meu filho passou.” Na publicação o pai do garoto condenou tanto os garotos que faziam deliberadamente bullying, quanto a escola católica, que sempre dizia ao adolescente: “vai ficar tudo bem… essas coisas passam”, sempre que Daniel buscava ajuda da direção.

Daniel pai também falou diretamente aos pais dos garotos, cujos nomes seu filho escreveu na carta: “Eu espero que vocês nunca tenham que passar pelo que minha família está passando agora. Vocês podem abraçar seus filhos todo os dias e noites pelo resto de suas vidas. Eu não posso mais. Seus monstrinhos tiraram isso de mim e da minha família.”

Com esse momento de dor da família de Daniel, eles resolveram tornar pública sua história, para chamar a atenção sobre o Bullying e como suas consequências podem se tornar fatais. Infelizmente o garoto não pode mais ser salvo, mais os pais de Daniel espera que outras pessoas deem importância ao assunto e que outras pessoas que sofre com o bullying possam ser ajudadas.

Quem sofre ou conhece alguém que sofre como Daniel, deve procurar uma rede de apoio para o tratamento adequado. O Centro de Valorização da Vida (CVV) presta serviço voluntário e gratuito de apoio, sob total sigilo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here